Na lista do que fazer em Toronto, o Distillery District é um daqueles passeios imperdíveis na cidade. Lugar diferente e único, dedicado à promoção de cultura e arte. Um reduto de galerias, atrações culturais, restaurantes, cafés descolados, estúdios de artistas e lojas de design de interiores bem famosas. Por lá rola música ao vivo e exposições ao ar livre. Entretenimento não falta!No espaço, em 1832, funcionava a destilaria Gooderham and Worts que tempos depois tornou-se a maior destilaria do mundo. A fábrica parou de funcionar há muitos anos atrás e em 2001 a área foi comprada para ser restaurada e preservar o estilo arquitetônico industrial vitoriano que até hoje é o maior conjunto até hoje da América do Norte.o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-1Dentre tantas opções de restaurantes do complexo, decidimos almoçar no Archeo. Um italiano logo localizado bem na entrada. Foi o primeiro que vi e curti, mas só voltei depois de olhar todas as opções.

Como todo bom italiano, serviram logo um ciabatta com alecrim quentinha acompanhada de azeite e balsâmico. Que cheiro!!! Eu que sempre fujo de pão, não me esforcei para resistir. Ciabata com azeite e balsâmico está no hall das coisas simples e maravilhosas da vida.o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-4Os painéis na janela criavam um efeito incrível. Principalmente, quando os raios solares penetravam. Decor moderna lindíssima!o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-3Pedi uma lasanha de vegetais com molho de tomate da casa maravilhosa (CAD 16). Quer parmesão? Claro! Pode iniciar a chuva de parmesão, por favor!o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-5A varanda do restaurante. Imagina a lindeza desse lugar à noite com esse varal de luzes…o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-6Eu fui ao Distillery District com uma meta: provar o tão famoso chocolate quente da SOMA chocolatemaker. Considerado o melhor hot chocolate do planeta. Eu que não ia perder essa chance né?!?! o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-12

O cardápioo-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-8Há várias opções de chocolate quente. Eu dividi o meu com o Rodrigo que preferiu a versão normal do chocolate quente diluído com leite. o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-7Mas se você for ousado, peça o chocolate quente com especiarias na versão “one shot“. Só entendi o que era depois de ver na mesa ao lado.  Fiquei na (maior) vontade de deixar o Rodrigo com o nosso e pedir um diferentão só pra mim, mas seria o cúmulo do olho grande pedir mais um rss. Prometemos voltar no dia seguinte, mas não deu tempo. Não seja por isso, tenho um ótimo pretexto para ir à Toronto novamente: provar a versão concentrada do melhor chocolate quente do mundo. Nada mal!o-que-fazer-toronto-onde-comer-melhores-restaurantes-where-eat-toronto-distillery-district-must-go-roteiro-toronto-dicas-viagem-canada-blog-menu-viagem-9Para conhecer todo o distrito é possível alugar bikes comuns ou elétricas ou um fazer um passeio em grupo de segway (aquele meio de transporte de duas rodas agora usado nos shoppings sabe?!?!).

Eu fiz “quase” todo o distrito a pé e amei o passeio.

Não deixem de ir! Confiram a programação no site:

www.thedistillerydistrict.com