Minha primeira refeição em Roma aconteceu no La Fata Ignorante. O restaurante foi indicado por duas amigas super boas de garfo e lá fomos nós. A casa, especializada em carnes e vinhos, tem um estilo pub com música boa na altura certa para descontrair o ambiente sem atrapalhar a conversa.

O steak tartar é a grande estrela da casa, mas como não curto muito pedi uma carne deliciosa com ervilhas para a entrada. Essa carne faz parte do segundo prato (na Itália a proteína é servida após o primeiro prato de massa ou risoto), mas como o Rodrigo pediu entradinha e eu não queria ficar olhando para o pão, troquei a ordem e deu super certo. Seria um momento de uma bela salada, mas com o frio que estava meu o corpo pedia algo quente.

Rodrigo foi feliz começando com ovo, purê de ervilha e parmesão crocante (€ 9). Não tem como ser ruim né rsss. Babei quando o ovo explodiu rsss.

Na Itália, meus olhos verdes brilhantes foram muito utilizados para pedir (e conseguir!) meia porção dos pratos de massa – meu abdômen agradece – e mesmo assim ainda tínhamos uma refeição super farta. Algumas pessoas sempre perguntam qual a massa mais “magrinha” para comer em viagens e uma grande dica é pedir as massas recheadas (como ravili por exemplo). Nessas massas vem menos quantidade de macarrão em si que num prato de spaguetti e o recheio de carne, queijo ou vegetais auxiliam o corpo a liberar todo esse carboidrato de forma mais lenta. Esses tanto de macarrão é super fora da minha rotina, mas no país das massas me permiti esse delírio.

Delícia de ravióli verde com recheio de ricota e molho vermelho com rabada (€12). Maravilha!

Rodrigo foi de fettuccine com molho a la Genovese (€10).

Por fim, dividimos um tiramisu do chef (€6).

Quem curte carne vai amar o cardápio. Tem kobe bife da Itália, da Argentina e cortes bem especiais.

La Fata Ignorante
Via Giuseppe Giulietti 5/5a/7
00154 Roma
Telefone 0694366835