Vegas é surreal…

Na diversão, jogos e não poderia ser diferente na gastronomia. Hoje vamos falar de uma das preciosidades de Las Vegas o restaurante francês Twist comandado por Pierre Gangnaire localizado no 23o andar do luxuoso e exclusivo hotel Mandarin Oriental Las Vegas.
O restaurante tem uma decoração clean e super sofisticada. Sem falar na super vista de Las Vegas… Ao reservar, peça uma mesa coladinha na janela para você se deliciar com o restaurante maravilhoso e a vista da cidade 🙂
 

Como era uma refeição livre dentro da minha rotina alimentar (ou seja, naquela refeição não me preocuparia somente com a questão nutricional do prato, mas sim com o sabor) fiquei super na dúvida de qual prato escolher. O garçom me sugeriu o menu de 3 pratos e aceitei a sugestão. Cordialmente, o chef me perguntou se eu tinha alguma alergia ou restrição para se necessário fazer alguma alteração no cardápio e logo depois o serviço começou.

Para iniciar, entradinhas maravilhosas. Rabanete não picante com um molhinho saborossísimo. Roll com cubinho de carne deliciosamente temperado e o mais incrível de todos foi o cubo gelatinoso de dri martini com baunilha. Nossa! Maravilhosoooo! Sabor marcante e surpreendente! Demais!
Em uma taça baixa fora servidos deliciosos macarrons de parmesão. O nome era outro, mas resolvi batizar assim essas mini preciosidades rss.
O primeiro prato era um terrine de foi gras com cubos gelatinosos de replho roxo, xarope de beterraba e cranberry com compota de maçã e marmelo. Como eu não como foi gra pedi para vir sem a iguaria. Para acompanhar, torradas francesas macias, crocantes, maravilhosas com um fio de pasta de marmelo que deu um up muito bom na torrada. Ao invés do foi gras, fui colocando o purezinho de maçã e marmelo por cima do pãozinho em cima e fui sendo feliz rsss.

Nesse momento começou a tensão fotográfica. Meu flash morreu… Troquei as pilhas por outras recarregadas e nada. A comida esfriando e resolvi continuar o registro com o celular. Afinal, estava tudo tão incrível que nada deveria interferir nesse momento delicioso da viagem.
O segundo prato foi um escalope e souflé de Haddock com caviar, repolho branco, couve flor e cenoura, Para variar a palavra que define o prato poderia falar que estava muito bom ou uma delícia, mas esses adjetivos não traduz essa preparação. Estava indescritível de bom! O souflé perfeito, o molho demais e esse verdinho tinha um sabor e uma crocância que casava perfeitamente com o peixe sem brigar pelo sabor.
Para acompanhar, veio uma taça com um creme de alface, uma geleia e caviar para comer com blinis franceses. Uma mistura de gel e creme com caviar para ir molhando o pão. Chic demais!

Antes do último prato, serviram um sorbet mais incrementado para limpar o paladar. Um sorbet de framboesa em cima de um mix de abacaxi e aipo com tempero leve leve e bem saboroso.

O último prato salgado foi um ribeye steak servido com croquete de batata trufado, aspargos, alcachofra com molho Bordelaise e trufas negras raladas por cima de tudo. Uauuuu! Quase não como carne vermelha, mas sou fã de uma carne bem preparada com cortes especiais. Nunca comi uma carne tão macia e saborosa que não fosse de boi waygu. Há opção de trocar a carne tradicional por waygu por um acréscimo de $70 dólares, mas sinceramente a carne original é tão super ultra power macia que não há necessidade da troca. Vou começar a ficar repetitiva com os adjetivos, mas estava divino. Amo trufa raladinha. Acho que o sabor fica mais suave que a trufa em lascas e não rouba tanto o sabor do prato, apenas intensifica. E o luxo de comer legumes trufados!?!?!

Quando vou a um restaurante top como sobremesas, porque em geral elas são doces, mas não são enjoativas. Preferi não escolher juntamente para experimentar algo diferente. Minha única exigência era que não fosse algo com chocolate. Ele perguntou minha sobremesa preferida e logo respondi: torta de limão e cheesecake. Amo muito!
Para minha surpresa ele trouxe duas sobremesas para cada um. Ali tive um momento inédito de felicidade e dúvida por qual sobremesa começar rsss. A com uma laranja marinada espetacular recheada com framboesa sobre um mini bolinho molhadinho de amêndoas e laranja, merengue e raspas de gengibre ou o cheesecake descontruído de amora?!?!?! Deixei o cheesecake, minha paixão, para o final, mas como a primeira sobremesa estava fenomenal não consigo definir minha favorita.

Adoro ser surpreendida com sabores diferentes. E para mim o mais bacana do menu degustação é justamente se permitir novos sabores e diferentes combinações. Claro, que essa refeição farta com inúmeros pratos não é (e não deve ser rotina), mas vez ou outra me permito sem neurose ter o prazer de comer apenas pelo sabor. Por isso, esteja sempre em dia com sua saúde, alimentação, exercícios e corpo. Assim, você pode sentir livre para curtir esses momentos de alta gastronomia ou com uma comida de verdade que realmente seja prazerosa para você.
Se for para Las Vegas, coloque o Twist by Pierre Gagnaire na sua lista de restaurantes especiais. Além do menu degustação, também tem cardápio a la carte e um menu vegetariano super bacana.
Não esqueça de fazer reserva pelo site do Mandarin Oriental Hotel ou telefone.
O restaurante é lindo, atendimento alto padrão e comida espetacular. Um restô digno de comemorar um momento especial ou celebrar a vida (meu caso rss). Tem coisa melhor?!?!
Obrigada pela dica Xmart. Viaje comigo em tempo real lá no insta (segue lá: @the.health.is.on.the.table) e passe as dicas que vocês tiverem. Dicas são sempre super bem vindas! Adoro!!! 
Twist by Pierre Gagnaire – Hotel Mandarin Oriental Las Vegas – Las Vegas – Nevada