Em março desse ano tive o privilégio de viajar de férias para as Ilhas Mauricio. Fiz um voo gig – Johannesburgo e outro Johannesburgo – Mauritius. Dois voos longos que são completamente recompensados pela beleza da ilha. Que paraíso! Com o destino decidido, é hora de escolher o qual hotel para curtir uma semana na ilha paradisíaca para aproveitar da melhor forma a viagem. 
Escolhi 6 bons hotéis e comecei o processo de eliminação. Depois de excluir 4 opções por má localização, fiquei numa dúvida cruel entre o Four Season Resort at Anahita e o Le Touessrok. O Four Season é aquele hotel que não tem erro. Serviço espetacular, piscina privativa no quarto, um luxo! Para piorar minha situação, as diárias de ambos hotéis estavam exatamente o mesmo valor (algo que ajuda muito na hora da escolha final hehehehe). Minha decisão final foi pelo Le Touessrok pela estrutura do hotel. Vou pontuar os itens que foram realmente diferenciais entre os hotéis. Espero ajudar quem também está na dúvida de onde ficar no paraíso!
1) O Le Touessrok é pé na areia e está localizado na melhor praia da região. Águas verdes, verdinhas e um misto eventualmente de azul.
2) Ilha exclusiva para os hóspedes – O hotel mantém uma ilha de águas verdes linda a 5 min de barco. Espreguiçadeiras, toalhas limpas, restaurante para almoçar, atendimento espetacular e aqueles mimos que amamos. Tipo toalhinha úmida ao sair do barco, limpeza de óculos, água geladinha e uma lagosta bem preparada de frente para o mar. Para chegar a ilha, o hotel disponibiliza sem custo um barco que faz o translado a cada 20 minutos. Não é preciso agendar. Basta chegar no pier do hotel no horário e embarcar! Passei uma semana por lá e não houve nenhum atraso. Pontualidade inglesa! Inclusive são eles (os ingleses) que ocupam 80% ou mais do hotel.
 
 
3) Acesso direto a Ile aux Cerfs. Do pier do hotel sai um barco exclusivo (sem custo adicional) para os hóspedes a cada 20 minutos para a ilha. Só chegar e rumar ao paraíso. Essa é simplesmente a ilha mais bonita de Mauritius! É uma misto de azul com verde incrível. Lendo sobre a ilha a opinião era unanime: Ile aux Cerfs é o melhor lugar de Mauritius. Isso significa que não é preciso ficar todos os dias fazendo passeios de barco em busca da ilha mais bonita da região. A ilha é aberta a todos. O hotel mantém um espaço com toalhas, restaurante básico e uma mini estrutura exclusiva para os hospedes. No primeiro dia um funcionário super gentil nos acompanhou até o espaço do hotel e nos mostrou um pouco da ilha. Uma ótima estrutura!
Eu no barco indo para Cerfs. Atrás a ilha que abriga o golf clube do hotel.
  Cerfs: “A” ilha
 
4) Outro ponto que levei em consideração foi o point exclusivo do hotel para a prática de esportes aquáticos em Cerfs. Poder me divertir e me exercitar é algo que mexe com meu coração. O barco do hotel nos deixa num ponto específico da Ile aux Cerfs para escolher o esporte e dali saímos em um barco mais rápido para praticar o esporte no meio do mar. Eu fui de wakebord e Rodrigo de waterskiing. Fiz todos os dias em torno de 1h de manhã e à tarde. As atividades aquáticas não tem custo adicional. Abusei!

Amei o hotel e conversando com outras pessoas no aeroporto e no safari vi que fiz a escolha certa. Esses pontos citados acima fizeram toda diferença durante a semana que passei por lá. 
Para o post não ficar gigante no próximo escreverei sobre o hotel e como escolher o quarto no Touessrok.

Le Touessrok – Mauritius